segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

[KOKYO] Batman - A Máscara da Morte (hq)



Batman - A Máscara da Morte

O mais novo mangá do Batman chegou esse ano ao Brasil, dessa vez com a história "A Máscara da Morte", que se divide em momentos no presente e no passado, mostrando uma investigação do Batman em busca de um assassino que arranca a face das pessoas e flashbacks retornando ao passado de Bruce antes de se tornar o Batman, durante o período em que ele estava no Japão treinando.

A história se utiliza bastante da cultura japonesa, temos diversas referências, como a criatura Oni, uma espécie de demônio-ogro-humanóide. A história também se utiliza livremente do estilo japonês de fazer mangá, mostrando um Bruce adaptável sem parecer forçado e inserindo elementos sobrenaturais.

Na história há máscaras amaldiçoadas que fazem as pessoas que as usarem se tornarem assassinas. Essas pessoas, possivelmente controladas pelos espíritos, arrancam os rostos das vítimas. Dessas máscaras vem a que dá nome a história, uma máscara muito semelhante ao que Batman usa, toda escura, com orelhas pontudas e um aspecto sombrio e fantasmagórico. Essa máscara assombra Batman vez ou outra, como um verdadeiro fantasma que não pode ser derrotado.

Não espere uma história grandiosa, com muita pancadaria e segredos que viajam para muito além do esperado. Aqui temos uma história simples, sem muitas atrações, apenas para entreter e trazer uma nova visão sobre o Batman e acrescentar mais conteúdo em sua história.

O escritor e desenhista do mangá se chama Yoshinori Natsume, famoso por sua obra Togari. O mangá foi feito exclusivamente para os leitores ocidentais, mas acabou sendo lançado futuramente no oriente também. O objetivo foi mostrar uma novidade para os fãs de Batman. Por se passar no Japão, nada melhor que o estilo mangá.

~Crítica originalmente publicada no portal Kokyo em 20 de outubro de 2014~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.