segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

[KOKYO] Nerd Revoltado dos Videogames - O Filme



Nerd Revoltado dos Videogames - O Filme

Seguindo o estilo utilizado na análise do documentário sobre videogames, qui também sigo uma mistura de comentário com análise. Bom proveito.

"Nerd Revoltado dos Videogames - O Filme" é um filme (dã) baseado numa famosa websérie sobre reviews de jogos, composto também por histórias que integram alguns episódios. A websérie é bastante elogiada e conquistou fãs por todo o mundo. Certo dia tiveram a ideia de fazer um filme. Pense bem: Um filme baseado numa websérie de sucesso sobre análises de jogos e histórias de fundo pra ligar os episódios. Tem como dar errado? Tem.

Primeiramente, deixo claro que o filme foi feito pra fã, então se você não é fã ou não conhece o trabalho do Nerd, não vai entender mais a fundo sua essência, mas vai entender a história do filme... em parte. Outra coisa: Um lado polêmico do Nerd são seus xingamentos e suas comparações, então deixo avisado que não é para qualquer um, ainda mais que o filme. E o filme ainda mexe levemente com religião. Dito isso, vamos prosseguir.

De início temos uma abertura especial mostrando a fama do Nerd Revoltado na internet, com vários vídeos de vários fãs. A história do filme é interligada com a da websérie (vide episódio 100, embora o filme pareça ignorar). A segunda hora já começa a viajar e cada vez mais viaja até chegar ao exagero, que também está presente em alguns episódios da websérie. E o problema começa por aí.

Basicamente o Nerd parte numa viagem (com seu amigo, que também tem uma websérie, e uma garota que tá lançando o jogo ET 2) em busca dos cartuchos do ET original de Atari enterrados no deserto. Porém, chegando lá, eles acabam chamando a atenção do exército, que querem acabar com eles a qualquer custo (literalmente). A partir daí, as coisas começam a ficar cada vez mais estranhas, com direito a Área 51, possível existência de alien, segredos dentro do jogo ET, perseguições, entre outros. Chega a ser difícil escrever sem dar spoilers, o que estou evitando.

Mas o que deu de tão errado assim? A começar pela duração. O filme não se aguenta nas suas duas horas, se tornando cansativo em poucos minutos. Mesmo quando surgem situações inesperadas, dando um ar de novidade, é sempre mais do mesmo. Não há um proveito mais a fundo dos temas, apenas exageros atrás de exageros. Outro fator é a falta de análises, assim como no seriado, mas isso era meio óbvio de que não teria, geralmente séries de ambientes fechados, quando ganham um filme, se torna uma aventura em ambiente aberto, fugindo do tema inicial. Não é exclusividade do Nerd.

E o que tem de bom no filme? Não preciso ir longe, é um filme do Nerd, a essência do personagem continua firme, tem referências a série, os efeitos são bons de se ver mesmo sendo primários, a trama é boa, etc.

Temos que levar em conta os problemas de produção, que atrapalharam bastante o filme. Mas só o fato de ter sido finalizado, mostra que conseguiram, de algum jeito, fazer algo, e nesse caso é um tanto decente, embora isso não signifique que seja bom. É aquilo: Não é bom, mas também não é muito ruim.

Recomendo por curiosidade apenas aos fãs, é um filme com potencial desperdiçado. Quem não é fã ou não conhece o Nerd é menos provável que goste e ache uma porcaria, até por não entender tudo o que é mostrado.

Prefiro o Nerd do seriado mesmo, acompanho todos os episódios e sinto falta da época em que os episódios saíam com mais frequência. No fim, o filme pode ter sido fraco, mas tem seus méritos. Apoio um segundo filme se tiverem uma ideia melhor, desde que não repitam o erro do primeiro com revelações e reviravoltas arriscadas que não surpreendem o público apenas para inserir conteúdo desnecessário.

Nota: 4/10

~Crítica originalmente publicada no portal Kokyo em 15 de outubro de 2014~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Em 2008 criei um blog por experiência. Queria saber como era um blog. Inicialmente era apenas para reunir o que eu achava de legal pela internet. Dois anos depois, em 2010, criei meu blog com críticas de filmes, já que, embora eu não seja experiente nesse ramo, gosto de ver filmes, de entendê-los e tal. Em 2014 vieram as mudanças. O blog que reunia o melhor da internet virou um blog de matérias e histórias que eu mesmo escrevo. O blog que continha críticas de filmes, séries, curtas, shows, etc, agora são apenas filmes e séries devido a enorme demanda de conteúdo. Os modos de escrita também estão mudando para melhor. Fiquem ligados para novidades.