segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Operação Big Hero

[Crítica descontraída inspirada num comentário que fiz no Face. Espero que gostem.]


Operação Big Hero

Filmão! Que Frozen que nada, o negócio é Big Hero 6! Animação da Disney com parceria da Marvel. Trata sobre uns personagens da Marvel poucos conhecidos. É inspirado em hqs, mas teve mudanças devidos a direitos autorais (para quem não sabe, a Marvel possui seus direitos no cinema divididos com a Fox e a Sony, o que impede o aparecimento de alguns personagens). Continuando.

O filme conta a história de Hiro Hamada, um garoto gênio que ganha do irmão Tadashi um robô-médico. Ele acaba conhecendo os amigos do irmão e decide estudar no mesmo lugar que eles estudam. As coisas complicam durante uma exposição, onde a invenção do garoto é roubada e usada pelo vilão misterioso do filme. A partir daí, Hiro transforma Baymax, o robô-médico, em robô lutador e cria trajes de combate pra todos virarem heróis. Tem umas reviravoltas mas quero manter o segredo, revelando o mínimo de informações possíveis. Sem spoilers. Dá pra ter noção do que se trata o filme. O filme se passa em San Fransokyo (San Francisco + Tóquio).

É tudo muito bom. A animação já te empolga desde o início e dá pra sentir a história crescendo cada vez mais, com desenvolvimento sem enrolações, indo direto ao ponto. Quando o vilão surge, já tacam na cara do público. "É o cara misterioso e perigoso, quem será?". O ataque começa e não há conversinha, é partir pra ação na hora! E que ótimas cenas! Divertido pra caramba! Comédia e ação se unem em momentos únicos.

A história é de qualidade, simples e direta. Soa clichê inicialmente, mas quem evitou buscar informações do filme, poderá se surpreender bastante com os acontecimentos. Não serei chato e dizer que há uns pequenos problemas de roteiro, até pq é um filme infantil bem feito com objetivo de divertir o público. E conseguiu! Leve isso em conta quando assistir, seja uma boa pessoa.

Personagens carismáticos e apetrechos interessantes e "maneiros" tornam tudo melhor. Incrível como misturam ciência e tecnologia no filme pra construir os uniformes dos heróis. Tem um que cospe fogo, uma que lança bolinhas com elementos químicos, e por aí vai. O robô rouba a atenção do filme por tentar ser dócil mas estar programado para lutar tb. Seu visual marshmallow e diálogos ajudam.

Enfim. É isso. Quero continuação e série já!

3D bonzão, vale a pena.

Nota 9/10

- Sim, tem participação do Stan Lee no filme.

- Antes do filme foi exibido o curta "O Banquete". Conteúdo inesperado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.