segunda-feira, 29 de junho de 2015

Lanterna Verde - Divindade (Novos 52) (hq)

~Publicado originalmente em redes sociais.

Lanterna Verde - Divindade



Minha ideia inicial era ler todos os Novos 52 do Lanterna, mas, depois do fim da grande guerra, que cria um final alternativo pra todo aquele universo, me senti satisfeito e decidi ir pra outras leituras. Entretanto, descobri que, algumas edições depois havia a saga Divindade, ocorrendo em todas as hqs do Lanterna.

É curioso como os perigos são sempre mais grandiosos que os anteriores. Os mortos renasceram, era o maior desafio do universo. Os anões azuis decidiram exterminar todos os lanternas, era o maior desafio do universo. O Primeiro Lanterna decidiu acabar com tudo, era o maior desafio do universo. Em Divindade, os Novos Deuses querem reiniciar o universo aos seus modos, ou seja, é o maior desafio do universo. Inicialmente, eles vão em busca das 7 lanternas, mas vê que seus poderes combinados causam algo desastroso. Eles então partem em busca da lanterna branca, que possui a "equação da vida", pra transformarem o universo em Novos Deuses. Tudo isso pra criar um exército tão poderoso que possa eliminar Darkseid de uma vez.

A saga é dividida em prólogo (uma hq especial), Ato 1, 2 e 3 (cinco hqs cada) e conclusão (uma hq anual). O prólogo não é nada demais e o Ato 1 chega a ser cansativo de ler, enrolado demais e sem atrativos. Pensei até em desistir, e ia desistir mesmo, mas ao final as coisas começam a melhorar. Mas o principal motivo de eu ter continuado foi porque soube que o Mão Negra apareceria.

Dito e feito. O Ato 2 é bom, a história prende na maior parte do tempo, temos uma dinâmica de vários personagens em diferentes lugares do universo enfrentando os mesmos inimigos. O Ato 3 prossegue com esse dinamismo, mas com os personagens sobreviventes cada vez mais perto de se encontrarem, como é de costume. A conclusão é uma mistura de clímax e anti-clímax, mas não entrarei em detalhes pra não dar spoiler.

Nessa saga temos novamente os anões (sobreviventes) fazendo besteira, as tretas dos lanternas verdes e amarelos, Sinestro badass mostrando toda sua autoridade, Hall Jordan tendo que salvar os outros, Mão Negra doentio (chega a trazer o corpo do pai do Hall e o coloca na frente do Hall). E tem também a grande muralha do universo, onde diversos seres de pedra são abrigados (ou pessoas vivas que foram sugadas e aprisionadas em corpos de pedra, se preferir). Ah, Mão Negra...

O encerramento é brusco e termina com um gancho pra uma continuação. Aquela guerra acabou, mas outro perigo grandioso está por vir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Em 2008 criei um blog por experiência. Queria saber como era um blog. Inicialmente era apenas para reunir o que eu achava de legal pela internet. Dois anos depois, em 2010, criei meu blog com críticas de filmes, já que, embora eu não seja experiente nesse ramo, gosto de ver filmes, de entendê-los e tal. Em 2014 vieram as mudanças. O blog que reunia o melhor da internet virou um blog de matérias e histórias que eu mesmo escrevo. O blog que continha críticas de filmes, séries, curtas, shows, etc, agora são apenas filmes e séries devido a enorme demanda de conteúdo. Os modos de escrita também estão mudando para melhor. Fiquem ligados para novidades.