quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

[RASCUNHO] God's Gift - 14 Days (dorama)

~Publicado originalmente em redes sociais~

God's Gift - 14 Days

Que dorama foi esse? Não conseguia parar de assistir, foi um episódio melhor que o outro. Já tinha lido ótimos comentários sobre, e mesmo assim não esperava isso tudo. Um dos melhores doramas que vi. Demorei pra ver porque não tava tão confiante na história. "Uma mulher que volta no tempo 14 dias pra impedir o assassinato de sua filha". Ok, interessante, mas não sabia se um dorama aguentava isso. Procurando saber mais, descobri as informações necessárias pra assistir de uma vez: Primeiro que a garota foi morta numa série de assassinatos. Segundo que havia outro personagem que voltava no tempo, ou seja, ele teria algo relacionado. Terceiro que tudo o que aconteceu antes da viagem no tempo acabava acontecendo de novo, por mais que tentassem impedir. Bônus: Muita ação e romance quase inexistente haha Pronto, na mesma semana já tava conferindo. E adiciono uma observação: Senti falta de trilha sonora cantada, algo muito comum em doramas. Aqui é mais trilha instrumental mesmo, muito boa por sinal. Cantada tem bem poucas cenas. Outra observação menos importante que tudo é a censura pras facas. Mostrar os caras se matando pode, mas faca não. Mas vamos aos episódios.

Os dois primeiros episódios se focam no que aconteceu desde os assassinatos das mulheres até a morte da garota. Somos apresentados aos personagens e ao contexto da história, tudo muito bem desenvolvido. São episódios trágicos, onde a desgraça acontece sem piedade. Bem forte, inclusive no encerramento. Só isso já forma um filme bastante depressivo, com início, meio e fim. Aqui vemos também o potencial dos atores, com destaque pra protagonista.

Passado a desgraça, vamos a mais. Apenas no terceiro episódio é que a mulher e o outro cara voltam no tempo. Obviamente ninguém acredita neles, mesmo com eles dizendo o que vai acontecer. A mulher percebe que tudo o que aconteceu está acontecendo de novo e tenta mudar isso, mas as coisas voltam a acontecer mesmo assim, mesmo que seja num contexto diferente. Como voltaram 14 dias, o que fazer? Simples: Tentar impedir os assassinatos. Obviamente falham e as coisas começam a ficar cada vez mais desesperadoras. Daí até mais ou menos a metade do dorama se resume a perseguições frenéticas. Gostaria de poder comentar mais sem dar spoiler, mas é impossível. Só digo que as cenas de ação são muito boas.

A metade do dorama é a mais 'fraca'. Depois de muita tensão, as coisas começam a se esfriar e, com isso, surgem cenas mais calmas. Os personagens precisam de descanso, não? Mas logo depois o dorama recupera o fôlego e rapidamente volta a mostrar seu ótimo desenvolvimento que estava tendo antes. Não estranhe se algumas coisas soarem vagas, se ideias parecerem repetitivas, porque isso realmente acontece, mas tem seus motivos. Tem até uma ironia quando a protagonista diz que nem sabe mais o que tá fazendo. Realmente, por mais que tentem impedir as coisas, mesmo que consigam mudar algo, tudo volta a acontecer como já havia acontecido, e a cada investigação as coisas parecem cada vez mais longe. Chega uma hora que não se sabe mais qual o real objetivo daquilo tudo, porque tem muita treta por baixo dos acontecimentos. Isso porque diversas tramas acabam se colidindo como uma grande rede conspiratória, onde tudo está interligado. E tudo faz sentido! Caramba!

O encerramento percebi ser polêmico, muitos gostaram, muitos não, mas tenho que dizer novamente que tudo faz sentido haha O dorama não é perfeito, mas faz o máximo possível pra manter uma boa história sem ficar enrolando o tempo todo, e também se preocupa em fechar as pontas principais. O final acaba se tornando corrido e ainda tem um final "aberto" (entre aspas porque ele finaliza a história, mas não finaliza tudo [não entrarei em detalhes]). Não gostei de terem deixado de lado o destino de alguns personagens, senti falta de uma conclusão pra eles. Sobre a conclusão do dorama e, logo, a conclusão do arco principal, que interliga todos os outros arcos, foi uma reviravolta muito inesperada, Eu realmente pensei que não fariam aquilo, que era algo impossível de acontecer. E aconteceu. Gostei do final, mas poderia ter encerrado melhor. Ainda assim tudo fez sentido, menos a viagem no tempo, mas isso se releva porque a premissa é fantasiosa mesmo. O que vale é o conteúdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.