domingo, 3 de janeiro de 2016

Star Wars - Episódio VII: O Despertar da Força

~Publicado originalmente em redes sociais~

Na minha lista dos filmes mais esperados do ano, Star Wars estava em primeiro lugar. Tinha revisto os filmes essa semana pra relembrar de algumas coisas, só aumentou a vontade de ver logo o novo. A franquia voltando para uma nova geração, com novos personagens mas com a presença de alguns personagens antigos... o que poderia dar errado? Na verdade muita coisa hehe Mas felizmente digo que o filme não é bom, é excelente. A cada cena espetacular dava pra perceber que podiam fazer algo grandioso tão bom quanto os filmes antigos. Acabou o filme e senti como se tivessem ainda na metade. Relaxem, não darei spoiler.

O filme é sim um recomeço para a série, mas toda a história permanece intacta. Dá para tantos os fãs quanto os curiosos ou modinhas verem e curtirem. Só que há um porém: É um filme que mexe diretamente com os fãs, até porque né, Han Solo e Leia velhos, Chewbacca, Millennium Falcon... até a subtrama "Onde está Luke?", tudo se remete aos filmes antigos. Em contrapartida, por mais que eles roubem as cenas, o filme é dos personagens inéditos. Ora, até o vilão é novo. Por isso dá pra todos verem, mas só os fãs é que entenderão o real sentimento daquilo.

Assim como cada trilogia seguiu um estilo diferente, esse filme seguiu o seu mas se aproximando mais da trilogia antiga. Temos a essência Star Wars, mas numa versão modernizada. Difícil explicar. A diversão tá lá, o humor, a aventura, o drama, só que ao mesmo tempo soa como algo novo. Lembrei muito do Episódio IV em alguns pontos da história e na diversão, mas também do Episódio V nos momentos de seriedade.

A cena inicial é incrível, o que o vilão faz já deixa a expectativa passar dos limites. As cenas com sabre de luz também são um show a parte, todas ótimas. E, claro, as cenas com Han Solo e Chewbacca impactantes. Falando nos personagens, os antigos não tem muito o que esperar porque todo mundo já conhece, eles só tão mais velhos. Agora os novos são novidade (dã). Pra falar a verdade, o filme se foca mesmo nos dois novos protagonistas e no vilão, porque de resto, alguns tem seus momentos, outros chegam a aparecer mas não há desenvolvimento, o que acredito eu ser proposital, já que ainda teremos outros filmes nos próximos anos.

Mas então, eles são bons? Pros novos protagonistas, não revelarei nada porque tudo será spoiler, então só digo pra se prepararem pra surpresas. O robôzinho conquista o coração. Agora o vilão, muitos já viram ele sem máscara e sabem que não bota medo, mas com máscara tem moral. O cara dá ataque quando fica irritado. Pra mim isso foi curioso, porque ele é poderoso demais, mas sua fisionomia e atitudes o tornam uma piada, mas ao mesmo tempo as pessoas o temem porque se ele der ataque, ou ele comete as bobeiras dele (que podem envolver essas pessoas no meio) ou ele faz algo pra deixar marcado.

É isso. Evito falar mais (dava pra escrever um livro sobre rs) porque considero legal ver esse filme sabendo de poucas coisas, não muito além do que é mostrado nos trailers. Só aviso pra prepararem seus corações, até pra quem tá esperando certos acontecimentos, porque é sinistro, muito sinistro. Mas a pergunta que não quer calar: O que foi que aconteceu com o Jar Jar? Brincadeira (mentira, é sério, quero saber), a pergunta mesmo é: O que será que a franquia está nos escondendo? Por que sinto que terá revelações maiores futuramente. Ainda há muito o que contar sobre esses novos personagens. Sobre a colocação desse filme na franquia, ainda tenho minhas dúvidas, mas só deve perder mesmo pro Episódio V, talvez pro IV também, não sei, é algo que tentarei resolver futuramente. Não que isso importe, porque o filme é ótimo de qualquer jeito.

[Obs.: 3D bem legal em alguns momentos]

Nota 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.