segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

[RASCUNHO] Real (2013)

~Publicado originalmente em redes sociais~

Real (2013)

Bom filme. O cara entra na mente da amiga que está em coma após uma tentativa de suicídio para faze-la acordar, mas as coisas começam a complicar porque ela não quer e a experiência causa efeitos colaterais e ele começa a ser assombrado na vida real. Mas isso não é nada perto do que está por vir.

Comecei a teorizar os acontecimentos e como seria a conclusão, mas mesmo com rumos óbvios, o filme engana. Isso por causa da grande reviravolta, introduzida de forma rasa devido ao seu peso e criando certas expectativas (ou eu que viajo demais teorizando as coisas), mas pouco depois desenvolvem o ocorrido, dando tempo para refletir. Senti que o filme ironizou o impacto ao colocar um personagem indagando sobre o motivo daquilo ter acontecido daquela forma. Não só isso como também reutilizam momentos pré-reviravolta de forma repaginada pós-reviravolta, o que é curioso.

'Real' é um daqueles longas japoneses de baixa produção que chamam a atenção e possuem histórias tão boas que relevam qualquer problema de edição (que é bem fraco, mas não prejudicial). É um longa lento, que atrai pelas conversas naturais e a curiosidade do que tudo aquilo realmente significa, o que é verdade. Curiosamente, isso leva aos minutos finais um tanto quanto 'diferente' do restante do filme. Das surpresas, deve ter sido a mais inesperada pra mim haha Foi estranho. E não posso deixar de observar que, pelo filme não usar as 'assombrações' para assustar (sequer é o objetivo), felizmente não se utiliza de efeitos sonoros forçados para tal, equilibrando com o clima do longa.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

[KPOP AMINO] Lifi - Uma Galinha na Selva

~Publicado originalmente no Kpop Amino~

[RESENHA] Lifi - Uma Galinha na Selva


Título: Lifi - Uma Galinha na Selva

Título original: 마당을 나온 암탉

Ano de lançamento: 2011

Classificação: Livre

Sinopse: "Leafie é uma galinha que vive em uma fazenda produtora de ovos, junto de dezenas de outras fêmeas como ela. Entretanto, Leafie não consegue ter seus próprios ovos, ela apenas choca os ovos de outras galinhas e isso a deixa muito triste. Em meio a sua fuga do galinheiro, ela acaba sendo responsável por chocar e criar um filhote de pato órfão, que perdeu os pais para uma doninha caolha".


Lembro que, quando conheci a animação, me disseram que era infantil. Terminei com a mão na cabeça surpreso com o que ousaram mostrar. Vendido como infantil, mas com um teor pesado. Apesar do título nada atraente e digno de afastar muita gente, os traços da animação são chamativos. Me surpreendi com tanta gente falando bem do filme e descobri que alguns países tinham censurado o final. Decidi conferir não só por ser uma animação coreana, mas também pelas supostas polêmicas.


Quando comecei a ver, entendi o motivo. Não era uma animação tão infantil assim. Havia mortes, o ciclo natural da vida era mostrado de forma verdadeira, algumas poucas cenas continham sangue, entre outras coisas. A animação mesmo já começa mostrando os ovos saindo das galinhas haha Pode parecer bobo para alguns, mas é muito difícil vermos animações infantis mostrarem essas coisas. Temas como morte e o uso de sangue são evitados no ocidente em obras infantis até certo ponto. Enquanto nos animes vemos isso aos extremos (apesar de censurarem quando chegam aqui), por aqui as animações tendem a ser mais "politicamente corretas" e mais "fantasia feliz", por assim dizer.


A história da galinha Lifi que foge do galinheiro e adota um patinho órfão é pra cativar qualquer um. Como a sinopse diz, os pais desse patinho morrem com o ataque de uma doninha, mas isso não acontece de imediato no filme, ainda tem muita coisa antes. A animação tem o cuidado de desenvolver todo o momento que a levou até ele. Lifi sai de sua "zona de conforto", incomodada com a vida que leva, e decide se aventurar, mas, inocente, descobre que a vida lá fora é cruel.


Passada toda a tragédia, acompanhamos o crescimento do pato e a adaptação da galinha aos novos ambientes. Eles conhecem novos animais e Lifi percebe as mudanças de seu filho enquanto os anos passam. Não entrarei em detalhes para não estragar a história, mas eles tem que enfrentar rejeições e dúvidas sobre eles mesmo e suas relações não só entre eles, mas consigo mesmo e perante os outros. A animação trata sobre o amadurecimento e a família, sobre o local a quem você pertence.


Sobre a censura do final, não sei o critério usado, mas eu vi dublado e o final original estava lá. Aliás, está no dvd, o que me faz pensar se talvez esse filme tenha passado na tv e aí sim censuraram o final. Realmente não sei. A censura apenas corta o restante do filme, criando uma espécie de encerramento bonitinho depois de tudo o que aconteceu. Mas a vida prega suas surpresas e a esperança de que tudo termine bem é o que resta. Sem revelar, posso dizer que o final original foi forte. Não tava preparado para o que fizeram. Mesmo com tudo o que mostraram, não acreditava que realmente fariam aquilo.


Em geral, Lifi é um filme sobre família, descobertas, aceitação, ideais. Uma bela mensagem perante um mundo tão cruel, mas ao mesmo tempo tão belo quando estamos perto daqueles com quem nos importamos. É uma busca por um fio de esperança para continuar vivendo e lutando cada dia mais contra a desigualdade e a maldade do mundo, buscando respeito e união, mesmo que pareça tão distante. Temas tão grandiosos e tão apegáveis retratados num animal considerado frágil: uma galinha.


Curiosidades:

- Baseado no livro 마당을 나온 암탉, de Hwang Sun-mi, lançado em 2000. Se tornou best-seller, sendo traduzido para diversos idiomas e ficou uma década entre os livros mais vendidos.

- Foi lançado nos EUA com o título "The Hen Who Dreamed She Could Fly" ("A Galinha que Sonhava Poder Voar", em tradução livre).

- O livro foi inspirado na triste vida do pai da autora, que era agricultor.

- A animação possui a maior audiência para uma animação sul-coreana, com mais de 2 milhões de pessoas.

- Foi a primeira animação coreana a ser lançada nos cinemas da China.

- Tanto o livro quanto o filme foram indicados e ganharam diversos prêmios, incluindo em países em que as obras foram traduzidas.


SOBRE MIM

Minha foto
Em 2008 criei um blog por experiência. Queria saber como era um blog. Inicialmente era apenas para reunir o que eu achava de legal pela internet. Dois anos depois, em 2010, criei meu blog com críticas de filmes, já que, embora eu não seja experiente nesse ramo, gosto de ver filmes, de entendê-los e tal. Em 2014 vieram as mudanças. O blog que reunia o melhor da internet virou um blog de matérias e histórias que eu mesmo escrevo. O blog que continha críticas de filmes, séries, curtas, shows, etc, agora são apenas filmes e séries devido a enorme demanda de conteúdo. Os modos de escrita também estão mudando para melhor. Fiquem ligados para novidades.