domingo, 14 de maio de 2017

Smosh - O Filme

~Publicado originalmente em redes sociais.

Quem diria que o Smosh ganharia um filme? E pela Netflix! Caso você não seja fã dos youtubers que fazem vídeos de humor, há chance de achar esse filme estranho e sem graça. Caso você seja fã, também há chance de achar esse filme estranho e sem graça. Curto o trabalho dos caras, mas senti que o filme é diferente do que eles costumam fazer. Talvez seja o costume por vídeos curtos (e por eu gostar mais das paródias que fazem), e quando criaram toda uma história diferente pra um longa, o estranhamento já bateu. Sem contar que esperava eles sendo eles como nos vídeos, daí vinham as paródias se conectando. Bem... mesmo sendo diferente, o filme é quase isso pra falar a verdade (???). Interpretei o universo criado no filme como uma versão deles no futuro, o Anthony mais sério e com emprego e o Ian o cara que cresceu mas não deixou de ser criança.

O humor é idiota, algo bem bobo, o que acaba divertindo, em parte (e os vídeos deles não são assim? haha). A história, ou pelo menos seu desenvolvimento, é nada demais, mas a premissa é bastante interessante. Rola altas referências durante o longa, principalmente a Pokémon, e quem sabe da história do Smosh, entenderá porque eles cantam o tema de Pokémon, digo, o tema de Monstros Escravos de Bolso. Referência ao YouTube troll, quem sacou? hehe Não sei se to viajando, mas se não tiver, tem a ver com o caso do Pokémon.

Um problema do filme é não explorar o potencial de sua premissa. Os dois amigos entram em contato com o YouTube para deletar um vídeo vergonhoso gravado na época da formatura. Para isso, o Sr YouTube pede para eles se abaixarem e... Digo, entrar num portal. Eles entram e vão parar dentro do YouTube, onde começam a viajar entre os vídeos, podendo interagir e mudar tudo. Fiquei curioso pra ver o que podiam fazer, mas o filme se resumiu a poucos vídeos e alguns bem genéricos. O foco mesmo era o vídeo da formatura, obviamente, e o da garota da bunda sendo massageada (rs). Outro "problema" é que senti falta de uma reviravolta maior, mas não quero dar spoilers. Ainda assim foi bacana de assistir, deu pra entreter. [Há cena pós-créditos]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SOBRE MIM

Minha foto
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.